FANDOM


Steven Universe Esta página é uma transcrição finalizada de Você é Meu Pai?.
Não edite esta página, a menos que você encontre algum erro gramatical ou descrição incorreta.
No caso de outros tipos de mudança, por favor entre em contato com a administração.

(O episódio começa com as Gems descontraídas na Praia. Steven vai conferir na caixa de correio se sua encomenda já foi entregue)
Steven: Eí seu carteiro, traga pra mim. A encomenda que eu amo sim.
(Ele abre a caixa, mas ela está vazia)
Steven: Puxa vida!
(Ametista arrasta um frigobar para perto e senta em uma rocha próxima a Steven)
Ametista: Aí, não chegou ainda?
Steven: Não chegou ainda... eu sei que pedi uma calça cara da loja Garoto Distinto. Já devia ter chegado agora. Eu sou um Garoto Distinto, Ametista. Eu não mereço uma calça distinta?
Ametista: É... aí, quer tomar isso aqui? (Ela oferece feijão enlatado)
Steven: Não, valeu. (Steven espera ansiosamente por Jamie) A qualquer momento. Vem, senhor carteiro, traz a encomenda! (Ele não comparece) Que porcaria. Nada de Jamie... eu não entendo, ele é sempre tão pontual. Traga para mim.
Ametista: Aí, você não devia perder o dia todo esperando o correio chegar. Leva esses feijões mágicos para a cidade e troca por uma rosquinha.
Steven: Você tá bebendo feijão?
Ametista: Faz bem para o coração.
Steven: Infelizmente, eu sei por experiência que o Big Rosquinha não aceita feijões mágicos como moeda... mas você pode esperar o Jamie enquanto eu compro uma rosquinha.
Ametista: Tá... por que não? Eu seguro onda até você voltar.
Pérola: Ametista! Steven! Olhem! Estamos montado uma casinha para caranguejos.
Garnet: Bem vindos a sua nova casa. (Garnet os inserem no castelo de areia)
Pérola: E eles gostaram!
Steven: Valeu Ametista!
Ametista: Tranquilo! Só vê se me trás uma daquelas grandes!

(Steven vai ao Big Rosquinha e encontra o Creme Azedo saindo de lá segurando alguns panfletos)
Steven: Bom dia Creme Azedo. Vem cá, vai ter festão hoje?
Creme Azedo: Ah, os panfletos. Não... é o Cebola. Ele desapareceu há uns dois dias já, e minha mãe e o Pai Amarelo tão ficando preocupados. Você não viu ele por aí não, viu?
Steven: Não. Já procurou no esconderijo preferido dele no bosque?
Creme Azedo: Eu já.
Steven: E na máquina de doces do Divertilândia?
Creme Azedo: Nada. Ainda gastei um dólar para conferir.
Steven: E naquela sala secreta dentro da sua casa?
Creme Azedo: O escritório dele? Claro.
Steven: Hm...
Creme Azedo: Ele deve tá bem. Se ele for parecido comigo quando era moleque, ele deve tá só, sei lá, numa festa, num quintal de um amigo. Mas enfim, é melhor pendurar o resto dos cartazes. Pode dar um pro Lars e pra Sadie por favor? Eu queria botar um no Big Rosquinha, mas tá fechado.

Steven: Fechado? (Steven não consegue entrar pela frente, então decide abrir a porta dos fundos, que se encontra travada) Eles têm que estar aqui. Eu já sei o que eles tão fazendo. Vocês estão vendo filmes de terror na salinha, coisa que não deviam. Abre aí, eu quero uma rosquinha! (Barb atende)
Barbara: Você tá tentando invadir a loja?
Steven: Barb! Não! Eu tava procurando o Lars e a Sadie, mas eles não estão aqui. Como você entrou aí?
Barbara: Ué, que tipo de mãe eu seria se não tivesse uma cópia de todas as chaves de minha filha? Eu só passei aqui para deixar o almoço da Sadie, ela não foi pra casa ontem à noite, então pensei em trazer pra cá. Mas a loja estava completamente vazia, vai ver era um feriado de confeiteiros. Federal com certeza não é.
Steven: A Sadie não foi pra casa ontem à noite?
Barbara: Ah, ela é adulta! Provavelmente fugiu pra uma ilha com o namorado dela.
Steven: É impossível. Eles iam pra uma festa juntos ontem, mas o Lars não foi e quando eu e Sadie saímos, ela disse que ia pra casa. Agora o Creme Azedo tá procurando o Cebola por aí e eu esperei uma encomenda hoje do Jamie, mas ele... ele... não entregou.
Barbara: Uma encomenda? Tá falando de uma caixa grande com um quilo mais ou menos?
Steven: Minha calça distinta! Você viu o Jamie então?
Barbara: Hoje de manhã, logo antes de mandar ele entregar na sua casa.
Steven: Barb, isso pode ser sério. Eu vou ver se encontro alguém lá no Calçadão.
(Steven e Barb deixam os fundos e saem em busca pelos desaparecidos)
Barbara: E eu vou ver se tem encomendas não recebidas pelas casas, assim dá pra saber se mais alguém sumiu. Sadie! Relaxa, querida! A mamãe tá indo te buscar, filhinha!

Steven: Boa sorte. (Steven procura pelo Calçadão) Jamie, Cebola, Lars, Sadie... será que todos eles viajaram? Não, Steven. Ah, o que quer que seja, é minha missão encontrá-los. Jamie! Cebola! Lars! Sadie!
Jogos Eletrônicos: Esperando um novo competidor para me vencer. Alguém me bate, por favor!
Steven: É, o Creme Azedo tava certo. O Cebola não estava nas maquininhas. Nem o resto do pessoal... (Ele é abordado por uma pessoa)
Água Marinha: Você é o Meu Pai? (Steven percebe uma Gem na bochecha)
Steven: Ah! Uma Gem!
Água Marinha: Você é o Meu Pai? Eu preciso achar o Meu Pai.
Steven: Não, eu não sou... (Ela cria asas d'água e some) Pera aí, pera aí! Não me deixa com outro enigma!

(Steven volta para o Templo e reúne Garnet, Ametista, Pérola e Connie para um retrato falado da tal Gem.)
Steven: E a Gem ficava de baixo do olho, nossa direita, a esquerda dela. E as asas e... é.
(Cada uma mostra seus desenhos)
Connie: Acho que um olho ficou maior do que o outro.
Ametista: Eu segui minha intuição.
Pérola: Eu não sei desenhar nem círculos.
Steven: Poxa Garnet, você se desenhou.
Garnet: É, eu gosto de mim.
Steven: Tá, enfim, acho que a Connie chegou mais perto.
Connie: Valeu!
Pérola: Isso foi uma perda de tempo! Devíamos nos preparar pra uma luta! Quem quer que seja, veio do Planeta Natal e deve estar aqui atrás de nós.
Steven: Mas não está, ela disse que estava procurando o pai.
Ametista e Pérola: O quê?!
Pérola: O pai?
Steven: Várias pessoas desapareceram, talvez o pai dela tenha sumido também.
Ametista: Mas Gems não têm pais!
Pérola: Isso não faz sentido!
Garnet: Nós temos que resolver essa questão. Vamos nos separar e investigar.
Steven: Ah! Rubi e Safira!
Garnet:Não, eu quis dizer em equipes.
Steven: Ah... tá. Garnet vai sozinha, Pérola vai com a Ametista, e Connie vem comigo. Vamos lá!

(Steven e Connie conversam durante bairros)
Steven: Connie, você acha mesmo que pode ter outra Gem como eu?
Connie: Bom, você entende mais de Gems do que eu, mas não pode ser impossível, você existe.
Steven: Mas ela não parecia meio humana, era azul e tinha asas.
Connie: E se ela for adotada? E se a nave dela caiu na cidade grande e ela foi acolhida por um milionário solitário com um grande coração?
Steven: E uma casa grande!
Connie: Mas um dia, ele fez uma viagem de negócios pra Beach City e nunca mais voltou!
Steven: Eu acho que veria esse filme, ein.
Connie: Ou leria o livro, ou nenhum! Porque pode ser real, Steven.
Steven: Você acha mesmo que pode?
Connie: Olha, o único jeito de saber é descobrindo!
Steven: É!

(Steven e Connie vão para o bosque)
Connie: É, tem vento.
Steven: Nossa, eu sinto que eu tava aqui agora há pouco com Cebola e os amigos dele. Cadê ele? Tadinho do Creme Azedo, com saudade do irmão... a Barb com saudade da filha... e o carteiro... e essa Gem nova com o pai sumido! Eu sei como é quando levam seu pai embora... ela deve estar com medo.
Connie: Mas você trouxe o seu pai de volta, e vai resolver isso também. Vamos resolver isso, os dois juntos.
Steven: Obrigado, Connie. Tá bom, vamos revirar esse bosque inteiro! Cebola! Lars! Jamie! Tá aí dentro entregando encomendas pra musgos?

(Ele fica preso em um toco. Nesse momento, a Gem aparece no galho e volta a perguntar pelo pai, agora direcionada a Connie)
Connie: Steven! Olha é a Gem!
Steven: O quê?!
Connie: É igualzinha ao meu desenho! Vem cá! Não precisa ter medo, a gente ajuda! Pula aqui nos meus braços, meu corpo vai amortecer a queda.
Água Marinha: Você é o Meu Pai?
Connie: O quê? Não, eu não sou seu pai. Podemos ajudar a achar o seu pai.
Água Marinha: Eu não estou procurando o Seu Pai, eu estou procurando o Meu Pai. Preciso achar o Meu Pai.
Connie: Tá bem. Bom, a gente te ajuda.
Steven: Connie! Connie, espera. Cuidado!
Água Marinha: Connie? Você é Connie?
Connie: Isso! Eu sou a Connie! Mim Connie, Connie amiga.
(Eufórica, a Gem chama por Topázio enquanto voa pelo bosque)
Água Marinha: Topázio! Achei uma, achei uma, achei uma Connie!
Connie: Steven? (Connie apanha a Espada de Rose)
Steven: Connie!
Connie: Uma outra Gem! Ela tá... ela tá com todo mundo! (Topázio aparece dentre as árvores com todos os humanos desaparecidos aprisionados em seu interior)
Connie: Solta eles!
(Topázio avança em Connie e a anexa a si)
Steven: Connie!
Água Marinha: Olha esses corpos orgânicos se remexendo!
Steven: Devolve os meus amigos!
Água Marinha: Não precisa escutar esse Steven! Ele não é o Meu Pai. (Steven se solta. Água Marinha saca sua varinha e o paralisa no ar, logo depois lança o mesmo em uma das árvores, o que faz com que apague) Agora só precisamos do Meu Pai e vamos embora daqui. Não acredito que mandaram uma Água Marinha pra um serviço desses! É tão fácil que você teria feito sozinha, Topázio!
Steven: Não leva eles...
(O episódio acaba com Água Marinha e Topázio se afastando, ainda à procura do Meu Pai. Steven desmaia.)

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.